24: Live Another Day S09EP10 – 8:00 PM – 9:00 PM

Ao mesmo tempo que caminhamos para o final da temporada, os episódios ganham cada vez mais frenesim. O décimo episódio é mais um em ritmo non stop. A abrir temos a continuação da perseguição a Navarro, que culmina com a detenção deste, não sem antes se livrar do equipamento descodificador anteriormente recuperado. Adrien e Chloe estão aparentemente juntos neste processo, o que deixa Jack algo confuso. Heller, que se preparava para deixar Londres, acaba por adiar a sua saída de cena, quando descobre que não se sabe do paredeiro do equipamento descodificador, apesar de Navarro mais tarde dizer a Kate e Jack que colocou um dispositivo de localização neste. A vida de Mark, e o cerco que este sofre por parte dos russos, intensifica-se, acabando por dar a estes forma de chegarem até Jack, para mais tarde aperceber-se do quanto errou – e o que isso implica para ele e para a situação que tem entre mãos – quando descobre que é Jack a liderar a força de intervenção que planeia recuperar o equipamento descodificador. Os últimos minutos do episódio servem para adensar ainda mais toda a narrativa, introduzindo novas personagens com novas motivações. Chang – um velho conhecido de Jack e Audrey – volta à ribalta, após aniquilar toda a equipa e o próprio Adrien. Por sua vez Jack e Kate tentam evitar a captura por parte dos russos e os chineses, ao que parece, iniciam a Terceira Guerra Mundial, com um acto que ainda vai fazer rolar muita tinta, para os dois últimos episódios.

24-Live-Another-Day-E10-01-16x9-1

24 tem a mestria de saber lidar com o seu público-alvo de forma exímia. Por outro lado, há por vezes um certo exagero, que depois acaba por levar a novas temporadas, algo impensadas – isto infelizmente acontece um pouco com todas as séries americanas. Introduzir personagens e respectivos acontecimentos a dois episódios do final é, a meu ver, algo arriscado, já que pode deixar demasiadas linhas narrativas em aberto, se estas não forem devidamente trabalhadas no que falta para o fim da temporada. Vamos ver portanto o que nos está reservado. Adrien Cross acaba também por ter um papel pouco relevante, o que é pena, já que além do grande talento de Michael Wincott, este senhor tem uma das vozes mais fantásticas de sempre. A personagem dele não foi muito explorada ou trabalhada, e acaba por ter um final algo abrupto. Em 24 nada é o que aparente, os fãs já o saberão, e neste episódio somos confrontados com mais novidades relativas à família de Chloe. Por fim, juntar russos e chineses numa temporada é igualmente de risco, mas incrivelmente bem pensado, já que bem vistas as coisas, é de uma crise mundial que falamos, além de que ambos tem um passado importante com Jack Bauer. Contudo, e apesar de a acção se passar em Londres, ao décimo episódio tenho que reconhecer que sinto falta de ver mais sequências em plena rua, ou pelo menos nas mais emblemáticas, apesar de ainda se verem algumas e das sequências filmadas no metro serem sempre um absoluto regalo. Relativamente ao episódio propriamente dito, parece-me um que anuncia o que aí vem, que será seguramente bombástico (a vários níveis), pleno de emoção, adrenalina, tensão e frenesim, portanto bem ao jeito do que 24 nos habituou.

Chang: I believe you. But I´m sure you can manage. Right?

Chloe: I´m not going to help you…

Changs shoots Adrien in the leg.

Chloe: No…

Chang: The next one is in his brain…

Chloe: Ok, ok. Stop. I´ll help you…

Voltar à página inicial da série 24: Live Another Day

Autor: Andre Santos Pesquise todos os artigos por

Deixe aqui o seu comentário