The Order 1886

Como manda a tradição, a Sony escolheu um sítio diferente de todos os anteriores para fazer a sua apresentação. Desta vez o local escolhido foi o bar Vestigius, no Cais de Sodré, local francamente apropriado à ocasião já que a decoração algo rústica combina com o ambiente de The Order 1886, o próximo grande exclusivo da Sony a chegar à Playstation 4. Depois de algumas palavras com colegas do mesmo ramo e de alarvar os pastéis de nata quentinhos começou então a apresentação do jogo em si. E, a verdade, é que não há assim muito para dizer.

the order (1)

A demonstração começou com uma espécie de Boss Fight na qual prontamente nos foi dito “isto não são quick time events”, mas, verdade seja dita, era uma sucessão de quick time events disfarçados e intercalados com sequências de luta pré-programadas. Depois deste momento algo assustador e meio contraditório veio a acção em si. E, adivinhem, é um shooter na terceira pessoa como muitos outros. Existem armas para disparar, covers para nos protegermos… enfim, tudo aquilo que é normal em títulos contemporâneos do mesmo género. O que o destaca de muitos outros, além do belíssimo grafismo, são as conotações históricas e a época onde o jogo se insere. Curiosamente, Inglaterra vitoriana, parece estar a ganhar força em termos de contexto explorável em vídeojogos. Para além de The Order 1886 vamos ter num futuro próximo Assassin’s Creed: Victory e Bloodborne a ter esta época como inspiração.

the order (3)

A equipa de The Order 1886 teve uma imensa atenção ao pormenor no que toca a recriar a cidade de Londres. Dezenas de milhares de fotografias foram tiradas pela equipa e serviram de inspiração ao trabalho. Não só as fotos mas também a vivência que tiveram durante essa pesquisa naquele que é um dos pontos centrais do mundo, a cidade de Londres. Esta atenção ao pormenor e mistura de factos históricos com ficção científica é para mim o ponto forte. Alem da recriação da cidade vão contar com personagens como Nikolas Tesla presentes na narrativa ou o re-imaginar de lendas como os cavaleiros da távola redonda.

the order (6)

No fim da apresentação e depois de jogar o pouco que havia disponível, The Order 1886 não parece ser inovador ou diferente, pois é uma fórmula de sucesso já testada e aplicada a uma época histórica ainda pouco explorada nesta indústria e imensamente interessante. Pessoalmente, o facto de não ser particularmente inovador não me preocupa e sinceramente a época e ambiente agradam-me imenso e prometem trazer algo refrescante aos jogadores. Se The Order 1886 for tão competente como outros do mesmo género, como aparenta ser, este será um dos meus third-person shooters de eleição.

the order (11)

Depois da apresentação foi tempo de entrevistas. Podem ler a da PUSHSTART aqui, curta e diferente como sempre. Enquanto cada um esperava pelas suas entrevistas a atenção centrou-se na estátua da personagem principal que estava no recinto. Imensas foram as fotos que se tiraram e para terem noção da sua importância para a equipa da Sony, até a cabeleireiros teve direito.

Autor: Ivan Cordeiro Pesquise todos os artigos por

One Comment on "The Order 1886"

Deixe aqui o seu comentário