Habemus Machina #1

Provavelmente muita gente tem boas recordações do tempo dos salões de jogos, e qualquer um dos títulos que mais se viam nestes sítios são eternamente nostálgicos. Mas, será que eram só esses os grandes jogos disponíveis nas máquinas de diversão? Será que não há mais do que Sega Rally, Metal Slug ou Puzzle Bobble? Habemus Machina pretende mensalmente, e brevemente, falar de boas pérolas que ficaram por descobrir, por receber o seu mérito, que valem a pena ser relembrados ou quiçá, dar-vos a conhecer novos vícios!

 

sonicboom

Sim, há outro Sonic Boom, é da SEGA e é… bom! Este título de 1987 segue a onda dos top-down shooters e está à altura de outros lançados na mesma época. Apresenta grafismos bem detalhados e o desafio é suficientemente atractivo para nos prender ao joystick. Vários ports do jogo acabariam por aparecer mas apenas em micro-computadores. Joguem e viciem, para poderem dizer aos vossos amigos que afinal adoraram o Sonic Boom!

 

gunbarich

É verdade que clones e jogos baseados no Breakout ou Arkanoid são imensos, mas Gunbarich, uma espécie de spin-off ao Gunbird, faz algo bastante diferente, e melhor. Os controlos são deliciosos e saltam logo à vista as cores infinitas que só as empresas nipónicas sabem aplicar de tão bela forma. Tal como em Gunbird, também aqui controlamos Marion e o seu “paddle” que faz ressaltar as bolas para limparmos cada nível que passa. É impossível ficar indiferente a um jogo tão perfeito. Gunbarich adiciona igualmente novos elementos à velha fórmula e um controlo de bola aprimorado, dando-nos a possibilidade de a controlar mesmo quando está na outra ponta do nível! Acompanhando algo que é normal em muitos jogos arcade, estamos proibidos de escrever “SEX” na tabela de high-scores, mas ao fazê-lo, somos presenteados com três belos smiles!

 

elevatoractionreturns

O nome faz jus aos acontecimentos: há elevadores em todo o lado. Mas não, não é esse o chamariz deste título. Aqui, somos um agente que recolhe dados escondidos em portas e tenta escapar de cada edifício, aniquilando pelo caminho um sem fim de inimigos, e simultaneamente, evitando sermos atingidos por eles. Com o avançar da história, outros tipos de missão, como desarmar bombas vão também aparecer. A mecânica principal acaba por se basear nos elevadores, que nos permitem o movimento e ao mesmo tempo a fuga. Como o nome indica, o jogo é um remake, ou uma sequela a Elevator Action, que apareceu sete anos antes. As animações são saborosas e o prazer da acção é delicioso, ao ponto de voltarmos atrás dar mais uns tiros, quando podíamos ter fugido há muito. É possível jogar na tranquilidade das nossas casas, já que existe uma versão Sega Saturn (apesar de apenas japonesa), assim como outra para o Game Boy Color. Estranhamente, nos EUA decidiram “corromper” por completo o jogo para a Color e aplicar-lhe uma licença do Cartoon Network, aparecendo assim o Dexter’s Laboratory: Robot Rampage.

Autor: Victor Moreira Pesquise todos os artigos por

Deixe aqui o seu comentário