FAQs

Como surgiu o conceito da revista PUSHSTART?
Originalmente, pretendeu-se juntar vários redactores, oriundos de diversos sites especializados em videojogos e cultura visual, para criar uma publicação de qualidade. Entretanto, foram-se juntando outros colaboradores, traduzindo-se numa redacção dinâmica e em constante crescimento.
Com tantos sites, revistas e outras plataformas informativas, em que medida é que a PUSHSTART é diferente das restantes alternativas no mercado?
Começando pelo formato e distribuição, somos uma revista em formato digital, totalmente gratuita e em formato horizontal, adaptando-se na perfeição a qualquer monitor/tablet. Além disso, os colaboradores provêm de gerações, experiências e pontos do país distintos, o que enriquece e diversifica a forma como abordamos o nosso trabalho. A questão da concorrência não se coloca, até porque não temos nenhum propósito lucrativo. Mais uma publicação no universo dos videojogos representa mais pontos de vista, mais análises e, como tal, um maior contributo para o melhoramento da indústria.
Sendo uma publicação independente, a vossa equipa aufere algum tipo de remuneração?
Nenhum elemento da nossa equipa aufere qualquer tipo de remuneração. Trabalhamos por gosto e amor aos videojogos e fazêmo-lo no nosso tempo livre, mas sempre com muita responsabilidade e qualidade. Qualquer quantia auferida pela revista é reaplicada no seu crescimento, seja para cobrir custos operacionais ou em novos meios de divulgação.
A grande maioria das vossa análises resulta em pontuações altas. São de alguma forma pressionados ao fazê-las?
Não sofremos qualquer tipo de pressão, nem cederemos a tal, caso venham a acontecer. É preciso relembrar que a grande maioria dos jogos por nós analisados ainda são adquiridos pelos nossos próprios meios e, como tal, é natural que isso resulte numa selecção com maior qualidade. Independentemente disso, lembramos que as análises devem ser lidas na íntegra, pois reflectem a pontuação dada e, caso algum dos critérios usados não seja ao vosso gosto, pode resultar numa pontuação menos exacta.
Algumas das vossas edições são claramente orientadas a uma consola/marca. Existe alguma parcialidade de vossa parte?
Os jogos analisados em cada edição dependem dos títulos que nos são fornecidos pelas distribuidoras e dos que adquirimos por conta própria. Com isto tudo em mente, os jogos escolhidos para qualquer edição prendem-se também com outros factores, como a diversidade de géneros e datas de lançamento, pelo que não conseguimos garantir que todas as marcas sejam igualmente representadas em todas as edições.
Já têm marcado presença em alguns eventos. Onde poderemos encontrar-vos no futuro?
A nossa presença em eventos depende da abertura das suas organizações em receber-nos. Naturalmente também depende do facto de termos conhecimento da existência dos mesmos.
Onde fica a vossa sede?
Somos uma publicação exclusiva online, pelo que não possuímos neste momento sede física aberta ao público.
Quero colaborar com a PUSHSTART. Tenho de acabar o Gears of War no modo Insane?
Não, mas podes ir ligando a Xbox. Preferencialmente procuramos pessoas com o seguinte perfil:

  • Gosto e bom conhecimentos de videojogos (OBRIGATÓRIO);
  • Experiência relevante na área;
  • Organizado/a e responsável;
  • Potencial criativo, capacidade de análise e espírito crítico;
  • Fluidez de expressão.

Achas que ficavas bem ao nosso lado? Contacta-nos para info@revistapushstart

Como posso colocar publicidade no vosso site?
Para serem informados das tabelas de preços mais actuais quer para publicidade em páginas na revista, quer banners no site, deverão contactarmos via info@revistapushstart