Depths

8
Longevidade: 8/10
Jogabilidade: 8/10
Gráficos: 9/10
Som: 7/10

Jogabilidade divertida, user friendly; Grafismo acima da média

Algumas tonalidades demasiado escuras para se jogar em ambientes com muita luz

Depois do sucesso do porco dotado para a porrada Johnny Scraps: Clash Of Dimensions a Immersive Douro está de regresso, agora com uma aventura passada nas profundezas do oceano. Depths é atractivo desde o primeiro momento em que o jogamos, principalmente pelo poderio visual apresentado, não muitas vezes vistos em títulos direccionados para plataformas móveis. Mas a isto já lá vamos.

Depths é um side-scrolling horizontal e vertical de exploração subaquática. O objectivo é conduzirmos o nosso (mini) submarino até à saída de cada nível (cenário), recolhendo pelo meio tesouros e evitando os mais diversos obstáculos. Tudo isto dentro de um tempo-limite e o mais rápido possível para coleccionarmos as três estrelas. Além de simples e intuitivo é extremamente viciante e não será de todo estranho ou pouco frequente repetirmos os níveis apenas para melhorarmos a pontuação.

Depths IMGSs3

Também os menus se apresentam bastante claros e nalguns casos com muito humor à mistura. Se não experimentaram, aconselho a passarem pela “Store” e verem quais os tesouros que a bela sereia tem para nos mostrar… Se clicarmos em “Dive” partimos para o menu de selecção de níveis. Existe inclusivamente um tutorial (o nível zero), que ajuda à introdução na jogabilidade de Depths.

Esta consiste em, a partir do touch screen, conduzirmos com o dedo o submarino, por entre as escarpas e as paredes. Pelo meio vamos poder encontrar as mais variadas espécies marítimas, desde tubarões, peixes-balão, algas, tartarugas, bombas, etc., sendo que a grande parte são elementos nocivos que obrigam a consideráveis perdas do (tão precioso) tempo. Pelo meio vamos também experienciar derrocadas e poder optar por caminhos escondidos, que nos fazem poupar tempo.

Depths IMGSs4

Para atingirmos as três estrelas temos que obrigatoriamente apanhar o tesouro que está perdido algures no nível (é normal termos que o repetir porque na primeira vez não o encontrámos), e no menor tempo possível. Neste momento, e após uma primeira actualização, temos à disposição 20 níveis, que vão sendo progressivamente desbloqueados, conforme formos terminando os anteriores (sem necessariamente termos que coleccionar as três estrelas). Os resultados poderão também ser  partilhados nas redes sociais, algo que além de ser bastante apreciado pela comunidade é igualmente comum a este tipo de jogos.

Como também já vem sendo habitual nos jogos para plataformas móveis, existem power-ups que nos ajudam no meio destes obstáculos. Mísseis que destroem o que por ali andar (e que disparam automaticamente), um sonar tecnicamente mais avançado que permite com maior rapidez detectar caminhos e tesouros ocultos, upgrade à velocidade que nos permite deslocar mais rapidamente ou até um adereço magnético que permite atrair as moedas ao longo dos cenários sem que tenhamos que obrigatoriamente passar sobre elas. Estes podem ser adquiridos com a moeda do jogo, ou com dinheiro real.

Depths IMGSs5

Depths tem uma jogabilidade bastante reactiva, sem grandes delays, pelo que manobrar o pequeno submarino não é de todo difícil ou complexo. Este reage bem e rapidamente ao nosso toque, sem esquecer no entanto, que estamos nas profundezas do oceano e, por conseguinte, tudo demora o seu tempo. Este aspecto foi um dos que foi acertado, com o lançamento da actualização, e é um pormenor que deixa bem patente o cuidado da Immersive Douro na criação das mecânicas de jogo e nas opiniões deixadas pelos jogadores.

Visualmente Depths é um título cativante e envolvente. Bastante colorido e adequado à temática que pretende retratar, ficamos perante cenários cheios de vida, cor e movimento, de toda a fauna e flora submarina. Como fundo temos sempre presente o azul-escuro que contrasta com toda a vida que preenche cada nível. Por outro lado, as paredes juntamente com esta tonalidade de fundo, dificultam por vezes a nossa progressão e jogar Depths em ambientes com muita luminosidade pode de facto ser uma tarefa árdua, já que mesmo com o brilho no máximo, é complicado visualizar-se o caminho que devemos tomar. O facto de ser uma mistura 3D (alguns objectos) com 2D (os cenários de fundo maioritariamente), faz com que eventualmente possa ser difícil de o jogar se não tivermos um equipamento com as devidas capacidades de processamento.

Depths IMGSs6

Ao nível sonoro reina a simplicidade, que neste caso acabou por ser muito bem conseguida. Nos menus de selecção existe um tema que pessoalmente não me agrada. Primeiro é repetitivo no conteúdo e segundo está programado para estar em loop, o que acaba por ser algo saturante. In game temos a escolha acertadíssima que recai essencialmente em sons e não em música propriamente dita. Estes sons (por exemplo o bip do sonar), ou outros efeitos sonoros estão bem conseguidos, já que acrescentam algo ao jogo e acabam também por ser uma lufada de ar fresco neste departamento nos jogos para plataformas móveis.

Depths IMGSs7

Chegados às profundezas do oceano falta-nos dar os parabéns à Immersive Douro. Depths é um título muito agradável e com uma jogabilidade que acaba por ser bastante viciante. Para somar a isto, e além de ser português, é totalmente gratuito, tanto para Android como para iOS, além de que já estão previstas novas actualizações e novos níveis. É difícil pedir mais, não?!

Autor: Andre Santos Pesquise todos os artigos por

Deixe aqui o seu comentário