Konbo Monsters

7
Longevidade: 7/10
Jogabilidade: 7/10
Gráficos: 7/10
Som: 6/10

Jogabilidade viciante; Palete de cores dinâmica e colorida

A musicalidade demasiado forçada (mesmo que devidamente bem contextualizada como é este o caso)

Apesar de ter uma aparência com evidentes contornos orientais, não se deixem enganar, Konbo Monsters é bem Português e representa o resultado do trabalho de um ano do seu criador independente Bruno Correia (DigitalMutant). Este é um título que vai buscar inspiração a vários clássicos tais como; Columns, Dr. Mario, e claro o eterno e inesquecível Tetris. Estamos assim perante um jogo altamente viciante, recheado de puzzles e quebras cabeças que o jogador terá que prontamente resolver.

Konbo Monsters IMGSB1

Direccionado para qualquer idade e muito bem aplicado no universo móvel, ainda que creio que resulte de forma mais eficaz em ecrãs de maiores dimensões, é um título extremamente divertido, seja pela palete de cores aplicada, sempre vibrante e imensamente diversificada, ou pela agradável capacidade de tornar coisas simples em desafios que nos fazem puxar pela cabeça. A simplicidade que refiro começa pela interface, toda ela bastante intuitiva e sem complicações. A abrir o jogo temos a possibilidade de definir algumas opções (música ou som) e jogar.

Konbo Monsters IMGSB2

Para já podemos contar com oitenta níveis que apresentam uma curva de dificuldade bastante adequada e que rapidamente faz com que nos sintamos atraídos e com vontade de tentar sempre mais um, depois de concluirmos o nível anterior. Com isto percebe-se que há desafios mais exigentes que outros, o que acaba por intensificar ainda mais o grau de viciação que vamos sentir. O grafismo colorido e dinâmico de Konbo Monsters é uma das grandes mais-valias deste jogo a começar pelos nossos personagens. Há aliás quatro tipo de monstros: Dizzy (vermelho); Ringo (Verde); Okuto (Azul) e Kiiro (Amarelo). Tal como as cores também as suas expressões são distintas, o que ajuda a reconhecermos cada um deles e a deixar o nosso tabuleiro imensamente diversificado, principalmente se o começarmos a deixar encher consideravelmente.

Konbo Monsters IMGSB3

Para tal Konbo Monsters vai deixando cair conjuntos de blocos, sempre aos pares, ou seja, cada bloco com dois monstros, ou então combinações de monstros com peças especiais (Orb), ou apenas conjuntos dessas mesmas peças. A arena de jogo é em tudo semelhante ao do Tetris, os movimentos são sempre no sentido descendente, para os quais o jogador terá que ir organizando as suas construções da melhor forma. Ao contrário do Tetris não basta apenas conciliarmos conjuntos de três, é preciso recorrermos às tais peças especiais (Orbs) que na cor correspondente vão destruir todos os monstros equivalentes. Dito de outra forma, Konbo Monsters obriga de facto a algum cálculo mental na organização estrutural das nossas peças, bem como as vamos jogar quando efectivamente temos acesso às Orbs. A somar a isto, existe ainda um limite de jogadas possível por cada nível.

Konbo Monsters IMGSB5

Há portanto duas formas de terminar cada nível: atingindo um determinado número de pontos, ou limpando toda a arena de jogo. Quando isto acontece automaticamente desbloqueamos o nível seguinte. Por outro lado, perdemos quando atingimos o número limite de jogadas, ou quando preenchemos na totalidade a arena de jogo, alcançando o local onde os blocos são disponibilizados e neste caso não há muito mais a fazer se não, “oh well, lets try again”. Para evitar que isto aconteça temos variados controlos à disposição. Se pretendermos movê-los para esquerda/ direita sem alterar a orientação, basta arrastarmos o dedo para nessa direcção. Se quisermos acelerar, quando temos a certeza de onde colocar o par de Konbo Monsters, basta arrastarmos o dedo para baixo. Também será contudo, necessário trocar a ordem a estes. Neste caso basta tocarmos com o dedo no ecrã uma única vez (do lado esquerdo), se desejarmos que o par rode para a esquerda, ou do lado direito – se pretendermos que rode para a direita. http://slideme.org/application/konbo-monsters

Konbo Monsters IMGSB7

Como referi anteriormente, é um título altamente viciante… à excepção talvez da sonoridade. Apesar de lhe reconhecer mérito pela ambiência tipicamente anime, a verdade é que desde o primeiro momento senti que estavam a mais, o que acabou por fazer com que eliminasse a componente musical mantendo apenas os efeitos sonoros. Estes já são mais equilibrados, alguns até nos conseguem arrancar um sorriso das primeiras vezes que os ouvimos. Graficamente é um título interessante, mais pela componente visual altamente colorida do que propriamente por grafismos soberbos. Aliás todo o jogo reflecte um certo look retro que acho que se adequa bastante bem.

Konbo Monsters IMGSB8

Em síntese, devo dizer que o conceito me agradou bastante e que no fim Konbo Monsters é um jogo com uma certa “pinta”! Vale essencialmente por ter aquela estranha capacidade de nos conseguir agarrar ao ecrã e querermos tentar sempre mais um… e mais um, e por tal é um jogo que está de parabéns, tal como o seu criador, e um que devem experimentar sem qualquer sombra de dúvida, faltando apenas dizer que é totalmente gratuito, apesar de alguma (inconveniente) publicidade que vai aparecendo, mas que também já não é de todo novidade dentro da plataforma em questão.

Interessados? Poderão adquirir o jogo na Play Store, clicando directamente aqui.

Autor: Andre Santos Pesquise todos os artigos por

Deixe aqui o seu comentário