LEGO Jurassic World

Agarrem no comando e desfrutem… sem stress!

LJW_banner

Primeiro deixem-me dizer que esta foi a primeira vez que joguei um título da série LEGO de uma ponta à outra. Já tinha experimentado outros da série como o LEGO Star Wars ou o LEGO Indiana Jones, mas aborrecia-me sempre e deixava-os a meio. Bem, com LEGO Jurassic World não podia fazer o mesmo, afinal tinha de o analisar. Como tal preparei-me para levar uma boa seca e sentei-me no sofá relaxado com uns amendoins e uma bebida bem fresca. A grande surpresa foi que consegui divertir-me com os amendoins, com a bebida mas também com o jogo! A série LEGO é provavelmente a melhor, se quiserem simplesmente descontrair depois de um dia complicado.

LJW (1)

A jogabilidade é bastante simples, podemos controlar imensos personagens e cada um tem uma habilidade específica que nos é útil em situações pontuais. Podemos atacar, saltar, interagir com o cenário… e é isso. Esta simplicidade não é algo negativo, pelo contrário, é excelente para descontrair e tirar a cabeça de jogos mais complexos ou então para jogar com n00bs para os quais jogos com mais de 2 botões são demasiado complicados. Embora o co-op não seja necessário para progredir na campanha, é uma opção interessante e que torna a experiência mais interactiva devido à dinâmica entre os dois jogadores. Como noutros títulos da série, a campanha de LEGO Jurassic World segue a história do filme. Mas para surpresa minha, não só se pode jogar a campanha de Jurassic World, mas também de todos os outros filmes da série Jurassic Park.

LJW (2)

Como é óbvio, porque nasci nos finais dos anos 80 e porque, por consequência, Jurassic Park é um dos filmes favoritos da minha infância, joguei primeiro a campanha do primeiro filme. Esta levou-me a recordar momentos chave do filme e foi tão bom que acabei por ir rever o filme. Curiosamente, as campanhas do segundo e terceiro filme são mais interessantes do que os mesmos. Parece-me escusado dizer que têm ainda algumas horas pela frente, afinal são quatro campanhas distintas, todas elas interessantes, principalmente se tiverem visto os filmes, claro. Além destas ainda existem imensos coleccionáveis e personagens/veículos, entre outros, para desbloquear.

LJW (3)

O humor subtil vai acompanhar-vos ao longo do jogo. Embora não vá proporcionar grandes gargalhadas, principalmente a adultos, vai seguramente meter-vos um sorriso na cara e os mais novos vão achar engraçado. Os gráficos são também bastante simples, as personagens imitam bonecos de LEGO tal como partes do cenário com que podemos interagir. O resto dos cenários são bonitos mas ficam um pouco aquém daquilo que é de esperar das consolas desta geração; porém, sinceramente, é um aspecto muito pouco importante neste jogo.

20150312122052

Outra coisa bastante interessante é o uso das vozes originais dos filmes durante as campanhas. Quando me apercebi disto, achei que poderia não ter sido boa ideia, mas foi muito bem implementado e o resultado final é espectacular. Portanto, todos os momentos chave dos filmes e as falas associadas estão representados ao longo das quatro campanhas. LEGO Jurassic World é, a par dos da mesma série, um jogo simples. Mas isso joga a seu favor, tornando-se uma experiência despreocupada onde podemos reviver alguns dos momentos mais interessantes dos amados filmes da série sem nos preocuparmos com mecânicas complicadas ou limite de vidas.

20150312124005

No fim, foi uma experiência bastante positiva, foi possível jogar um pouco todos os dias sem stress e aproveitar para explorar ao meu ritmo todo o mundo de jogo. LEGO Jurassic World, para mim, é o equivalente a um filme de acção tipo Cobra ou Rambo. Desliga-se o cérebro, relaxa-se e tem-se a experiência. Depois disso, a sensação que fica é de estarmos satisfeitos, mas nunca vamos poder dizer que é algo de extraordinário.

up
Veredicto
Uma boa aventura pelos quatro filmes da série Jurassic Park. Óptimo para quem procura uma experiência mais despreocupada com algum humor.
Plataforma
PS4
Produtora
Traveler´s Tales
Autor: Ivan Cordeiro Pesquise todos os artigos por

Deixe aqui o seu comentário