Lemmings Touch

7
Longevidade: 7/10
Jogabilidade: 7/10
Gráficos: 8/10
Som: 7/10

Boa componente de puzzles | Níveis e cenários extremamente competentes e envolventes;

Algumas imprecisões ao nível da jogabilidade

Há uma clara aposta por parte da Sony no revivalismo de alguns dos mais clássicos títulos da sua vasta lista, principalmente para a Vita, em muito devido à sua portabilidade e consequentemente acessibilidade para qualquer jogador. Lemmings Touch é o lançamento mais recente e traz novamente, além deste toque mais contemporâneo depois do seu sucesso na Playstation 3, seres de cabelos esverdeados, aparentemente sem grande inteligência, mas plenos de recursos e capacidades de improvisação.  Ao mesmo tempo que Lemmings Touch assume uma jogabilidade com contornos de puzzle para o jogador, este tem de lidar com uma série de desafios e obstáculos, que em última instância, significam o sucesso ou o insucesso do nível. O objectivo principal é conseguirmos levar todos os Lemmings (e acreditem que por vezes são mesmo muitos) do ponto A para o ponto B, sem fatalidades, dentro de um tempo limite, e ultrapassando uma vasta lista de obstáculos. Pelo meio há também aqueles que não podemos de forma nenhuma salvar, já que se chegarem ao destino, destroem o nosso veículo. Se há primeira vista isto pode parecer simples, desenganem-se já que há níveis extremamente exigentes, tanto pela dificuldade dos obstáculos, como pelo (completamente alucinado) número de Lemmings que temos de salvar, ou até pela rapidez a que o jogo nos obriga a reagir em determinadas situações.

LT4

Isto porque além de termos que descobrir a melhor forma de chegarmos ao ponto B no menor tempo possível, há que fazê-lo com o mínimo de danos colaterais (ainda que nalguns desafios tal seja mesmo necessário), ou de outra forma podemos ver o nosso top score ir literalmente por água abaixo. Para isto, os Lemmings (ou o jogador bem vistas as coisas) têm ao seu dispor uma série de ferramentas, que ajudam os nossos carismáticos amiguinhos a contornar, ultrapassar, destruir todos os obstáculos que vão encontrando pela frente. É assim recorrente termos que escavar, bombardear (sim leram bem), escalar, bloquear e até construir infra-estruturas para com sucesso atingirmos os nossos objectivos. A nossa performance está directamente relacionada com a nossa capacidade de agir perante as adversidades. Lemmings Touch acaba por ser uma excelente forma de entretenimento, sempre à disposição, graças à portabilidade da consola, e porque é um jogo que facilmente nos prende e desafia a tentar ultrapassar o nível seguinte. Apesar de ser um clássico, para os mais inexperientes nestas andanças existe um tutorial – obrigatório – que apresenta as mecânicas de jogo e as funções básicas das ajudas e como colocá-las em acção. Apenas avançamos para níveis seguintes (bloqueados ao início) quando conseguimos terminar o anterior, sendo que o grau de dificuldade aumenta progressiva e consideravelmente. A cada “vitória” temos a atribuição de estrelas, que variam entre uma e três, dependendo da nossa desenvoltura e rapidez na resolução dos problemas.

LT5

Ao nível dos opções, há igualmente que referir a possibilidade de customizarmos os nossos pequenos heróis, através das moedas que formos conseguindo reunir. Toda a navegação é feita a partir do touch e é esta a “ferramenta” utilizada in game. Podemos, a partir do toque, arrastar o cenário para visualizarmos a totalidade do nível, o que ajuda para se ter uma ideia global do que é necessário fazer, e durante o jogo é uma funcionalidade extremamente útil, já que por vezes é necessário seleccionarmos apenas um Lemming, que no caso de este estar mais avançado do que os últimos, não se consegue visualizar no local onde nos encontramos no cenário. Contudo, é precisamente neste ponto que Lemmings Touch revela algumas imprecisões. Os controlos não são user-friendly e por vezes é realmente difícil seleccionar um personagem no meio de 70 ou 80, mesmo com recurso ao zoom, já que a cadência com estes se deslocam é, na grande maioria das vezes, demasiado rápida.

LT8

Imprecisões à parte, Lemmings Touch tem uma concepção visual muito agradável, uma sonoridade habitual dentro do género e da consola em si, um level design muito bem conseguido, com cores vibrantes e entusiasmantes, além de níveis tecnicamente eficazes, e inteligentemente pensados, bem como diversificados, em que Egipto, Espaço, ou até cenários muito doces são apenas alguns exemplos. Será essa, talvez, a grande mais-valia de Lemmings Touch que no geral é um jogo imensamente apelativo e que estou certo, irá facilmente agarrar a grande maioria dos jogadores. Se vai ter a mesma longevidade na Vita que no passado noutras plataformas, não sei, mas que é seguramente um título divertido, bem-disposto e facilmente jogável em qualquer lado, já para não falar na vertente de puzzle que reúne e cria uma certa viciação, que para o jogador é, simplesmente impossível de ignorar.

Autor: Andre Santos Pesquise todos os artigos por

Deixe aqui o seu comentário