Lumen

7
Longevidade : 3/10
Jogabilidade : 7/10
Gráficos : 7/10
Som : 6/10

Mecânica de jogo inovadora e pouco explorada até agora

Efeitos sonoros não correspondem à qualidade dos restantes elementos do jogo

Assim que entramos na página oficial deste videojogo, deparamo-nos com uma citação de Robert Frank – um suíço que deixou a sua marca nos Estados Unidos da América pelas suas capacidades de fotógrafo e de realizador. Nesta citação lê-se “It is important to see what is invisible to others” (É importante ver o que é invisível para os outros). Depois de jogar Lumen, esta escolha faz todo o sentido e capta totalmente aquilo em que este videojogo consiste.

Lumen_1

Criado pela Thousand Cranes Studio, constituída por uma equipa de seis estudantes do nosso país vizinho – Espanha – Lumen é o projecto final do Mestrado em Desenvolvimento de Videojogos na Universidade Pompeu Fabra na cidade de Barcelona. Foi o resultado de dez meses de trabalho em C++ e Directx9 numa equipa que se dividiu em 3 programadores e 3 designers. E posso-vos dizer que este é um belo projecto. Tem uma jogabilidade fantástica e uma história em que a protagonista é uma criança, algo que é sempre arriscado, sobretudo considerando o ambiente obscuro e macabro que a rodeia.

Lumen_2

Lumen é um jogo de plataformas com elementos de puzzle, no qual encarnamos uma criança que todas as noites visita um mundo alternativo nos seus pesadelos, onde uma voz lhe diz o que fazer. Ao nosso dispor apenas temos uma máquina fotográfica. Para escapar deste pesadelo, temos de fugir de armadilhas e inimigos que tentam a todo o custo impedir a nossa fuga deste mundo. As plataformas estão presentes ao longo de todo o jogo (que se divide em 3 partes – The Awakening; The Library e The Decision) e ajudam a conferir ao jogo uma maior profundidade, fazendo-nos percorrer um caminho específico mas de uma forma não-linear. Já a componente de puzzle está presente quando utilizamos a nossa máquina fotográfica. Lembram-se de ter dito que a citação que os criadores do jogo utilizam na sua página se adequa perfeitamente a este jogo? Bem, a nossa máquina serve sobretudo para alterar os níveis e para nos mostrar objectos que de outra forma não seriam visíveis. Com a sua ajuda, mais especificamente do seu flash, podemos alterar os níveis ao tirar fotografias aos objectos brilhantes que só conseguimos descobrir através da sua objectiva. Depois de revelada a fotografia, movimentando-a e abanando-a conseguimos alterar o ambiente que nos rodeia. Estes puzzles não são particularmente complicados mas sim bastante divertidos de fazer e observar como o ambiente se altera com as nossas acções. Com a máquina podemos ainda tornar plataformas de salto visíveis e alterar o aspecto de pinturas, que de outra forma têm um aspecto absolutamente normal mas ao serem expostas à objectiva, vemos o seu lado obscuro que estava oculto. Coisas tão simples como estas, tornam a mecânica do jogo absolutamente fantástica. Se considerarmos que se trata de um título indie realizado por uma equipa de estudantes de mestrado para um projecto final, é absolutamente seguro afirmar que a mecânica de jogo está genialmente conseguida e que eleva Lumen para um nível acima.

Lumen_3

O estilo gráfico deste jogo é igualmente fantástico. Transporta-nos literalmente para um pesadelo e tudo aquilo que nos rodeia tem um aspecto obscuro e quase que de fora deste mundo. Tanto as cores como o estilo dos gráficos estão absolutamente adequados. Desde o aspecto doce da personagem principal, que se nota perfeitamente não ser nativa daquele ambiente, à mudança de cor e brilho que o seu pijama tem consoante a situação em que a criança se encontra, aos inimigos que se situam entre o esquelético e o diabólico. Todo o ambiente do jogo faz lembrar Alice: Madness Returns mas com o seu próprio cunho pessoal. Infelizmente no que diz respeito ao som, a voz que acompanha a protagonista não foi tão bem conseguida. No meio de todo o jogo parece meio deslocada e pouco profissional. Não é algo que incomode mas sem dúvida que poderia ter sido melhor explorado, o que acabaria por conferir ao jogo um aspecto ainda mais obscuro.

Lumen_4

Lumen acaba por ser um jogo pequeno e que nos deixa mesmo à espera de mais. É um daqueles projectos que se for bem explorado e se continuar a ser trabalhado da forma que foi, vai sem dúvida dar que falar. Não são todos os títulos indie que conseguem surpreender desta maneira mas Lumen possui uma mecânica tão bem trabalhada que é uma pena não termos mais do que sensivelmente 20 minutos de jogo para explorar. O download é gratuito (http://www.lumengame.com/download/) e aconselho vivamente a que o experimentem.

Autor: Silvia Farinha Pesquise todos os artigos por

Deixe aqui o seu comentário