Mario & Luigi: Superstar Saga

9
Longevidade : 10/10
Jogabilidade : 9/10
Gráficos : 8/10
Som: 7/10

Óptimo sentido de humor e puzzles

Batalhas por turnos…

É bom ver irmãos a trabalhar harmoniosamente juntos! É isso que acontece neste jogo em que controlamos simultaneamente os passos (e saltos) de Mario e Luigi nesta clássica (e louca) aventura lançada para o Gameboy Advance e disponível agora através da Virtual Console também na Wii U.

ml_superstarsaga (1)

A Princesa Peach é novamente a vítima, mas desta vez não de rapto mas de algo muito mais estranho… Peach é amaldiçoada com um feitiço que substitui a sua voz por vocabulário explosivo! Quando digo explosivo não é uma figura de estilo mas um facto, a sua voz é substituída por uma espécie de onomatopeias carregadas de napalm! É um caso para se ter cuidado com o que se diz!

ml_superstarsaga (2)

Como podem ver este é o mote para uma aventura épica tresloucada que não se leva a sério mas é altamente satisfatória. A visão lateral dos jogos de plataformas 2D dá lugar à ligeiramente estranha perspectiva de topo típica dos RPGs tradicionais sendo que Mario & Luigi: Superstar Saga é um claro descendente de Super Mario RPG e Paper Mario. Os dois irmãos percorrerão os cenários entreajudando-se no esquema ainda presente em títulos sucessores e mais recentes como Bowser Inside Story e Dream Team. A e B fazem saltar um ou outro personagem e a combinação das suas habilidades específicas farão que avancem nesta divertida narrativa e resolvam os puzzles que se lhes apresenta. Pelo caminho melhorarão as suas capacidades e terão acesso a novos itens, como o martelo que pode ser usado para espalmar Mario (de forma a que entre em locais mais baixos). A resolução dos puzzles encaixa sobretudo nas diferentes utilizações que poderemos fazer com esses recursos e não se mostra frustrante, pelo contrário, é inteligente e, acima de tudo divertida. Por outro lado, os controlos podem ser um pouco confusos por vezes visto que estamos a jogar com dois personagens em simultâneo, o que envolve alguma habituação.

ml_superstarsaga (4)

A outra mecânica bastante presente no jogo é o combate e, não sendo pessoalmente fã de combates por turnos, esta é a parte que menos me entusiasma no jogo. Ainda assim as coisas tornam-se mais interessantes com a temporização dos ataques e defesas que condicionarão o resultado da batalha. A melhoria das nossas habilidades incluindo a “Stashe” (que é uma espécie de “Karma do bigode” que nos permite alguns golpes de sorte) vai-nos fazendo sentir cada vez mais poderosos e, felizmente, a maioria dos combates não se arrasta demasiado.

ml_superstarsaga_4

A história não é tão simples e linear como esperarão… quando menos contarem um plot é resolvido mas surgem novas reviravoltas que nos metem em novos trabalhos. Vão ter que ler algum texto mas a qualidade (e estupidez) da escrita vai manter-vos colados ao ecrã durante cerca de 30 horas. E qual ecrã será? Tal como já referimos o jogo foi lançado originalmente para Gameboy Advance mas pode ser agora comodamente adicionado à nossa biblioteca de jogos virtual na Wii U. A diferença de resolução é óbvia mas numa época em que o retro está na moda é algo que não causa estranheza (ainda assim recomendamos que joguem directamente olhando para o ecrã do gamepad).

Autor: Joao Sousa Pesquise todos os artigos por

Deixe aqui o seu comentário