Mario Sports Superstars

Estrelas pouco super!14_slider_mario sports superstars

Mario e os seus amigos já fizeram de tudo e mais alguma coisa. No que toca ao desporto, eles próprios já perderam, de certeza, a conta ao número de modalidades que praticaram. Com tanto historial, acreditava-se que estariam no seu auge no mais recente Mario Sports Superstars para a 3DS, mas não… Nenhuma das cinco diferentes modalidades aqui presentes consegue entusiasmar o mais fanático pelos spin-offs de Mario.

01_imagens_mario sports superstars

Vamos por partes: mal iniciamos o jogo, somos logo confrontados com o menu principal, no qual podemos escolher qual das cinco modalidades nos apetece jogar. Nada de enredos desnecessários. Podemos optar entre ténis, golfe, futebol, basebol e corrida de cavalos. No que toca às finalidades em si, temos os habituais quatro campeonatos, onde procuramos ficar em primeiro e desbloquear novos personagens e, eventualmente, atribuir uma estrela aos mesmos. No entanto, se quisermos que o nosso personagem favorito fique com uma estrela desde o início do jogo, basta utilizar certas cartas amiibo, que se encontram à venda separadamente.

05_imagens_mario sports superstars

Acontece que, passado pouco mais de hora e meia, já tinha a primeira modalidade completa. Passado outro tanto, a segunda, e por aí fora. O jogo é super fácil de completar. É claro que o verdadeiro divertimento surge nos modos multijogador local e online, se… pelo menos, os jogos fossem divertidos…! Os habituais power-ups do universo Mario não marcam praticamente presença aqui. Existe um ou dois que nos levam a chutar a bola com mais força ou a aumentar a velocidade do cavalo, mas nada mais do que isso. Será porque, de outra forma, não conseguiriam colocar tanto tipo de desportos num só cartucho, ou terá sido apenas falta de inspiração?

03_imagens_mario sports superstars

Quem jogou Mario Tennis: Ultra Smash (Wii U) e Mario Golf: World Tour (3DS) não vai sentir grandes diferenças, no que toca à jogabilidade do ténis e golfe neste jogo. O controlo dos personagens, a animação e a componente sonora é a mesma desses títulos. A maior diferença (para além de termos, obviamente, muitos menos campos à escolha) é mesmo a remoção do principal power-up do ténis da Wii U, aquele que torna os nossos jogadores gigantescos. Aqui, o que temos são simples jogos de um contra um ou dois contra dois. Quanto ao golfe, já não existe o modo história.

02_imagens_mario sports superstars

Como gostei muito da versão da Wii U, também aqui o ténis me conseguiu divertir por um curto período de tempo, continuando a ser, pessoalmente, a mais divertida modalidade. Infelizmente, a única vantagem desta versão é o facto de existir numa consola portátil, porque, se não, quem tiver a versão Wii U, está melhor servido.

04_imagens_mario sports superstars

Quando pensava que o futebol iria ser, também ele, uma cópia mais pobre de Super Mario Strikers (GC), eis que me engano redondamente. Não é apenas mais pobre… é muito mais pobre! Tão pobre que quase se tornou num jogo de futebol normalíssimo, sem extras praticamente nenhuns. Ok, existe um digno de mencionar: se conseguirmos ter a bola em nossa posse durante relativamente muito tempo, esta ganha brilho. A partir desse momento, é-nos dada a oportunidade de fazer um super chuto, com uma animação toda catita. Apesar da jogabilidade algo monótona, o futebol foi, surpreendentemente, o que mais luta me deu, tendo sido, por isso também, aquele que mais tempo me ocupou.

06_imagens_mario sports superstars

Chegamos ao desporto mais desapontante para mim, o basebol. Não me refiro à modalidade em si, mas à própria jogabilidade. Aquilo que temos de fazer é carregar num botão para bater o taco e outro para atirar a bola. Sim, temos de ter em atenção a velocidade da bola, se lhe quisermos acertar, e, sim, também podemos atirar esta com mais ou menos efeitos. Todavia… é basicamente isso. O resto prossegue de forma automática. Depois da bola no ar, uma equipa corre e a outra tenta apanhá-la sem necessitar da nossa ajuda. A opção “manual” também não nos serve de muito porque aqueles que têm como finalidade apanhar a bola, vão apanhá-la automaticamente na mesma. O que é pedido ao jogador, única e simplesmente, é passar a bola de jogador para jogador.

08_imagens_mario sports superstars

A corrida de cavalo é uma novidade e também a modalidade mais completa desta colecção. Nas corridas em si temos de controlar a energia do cavalo, para que este não fique demasiado cansado com tantos sprints. Depois, existem itens pelo caminho que nos oferecem vários boosts. Para além das corridas nas pistas, com paisagens de saltar à vista, temos de ir ao estábulo cuidar dos nossos cavalos, dar uma volta com eles, lavá-los e dar-lhes de comer. Basicamente, temos de os deixar felizes para se irem tornando cada vez mais fortes.

09_imagens_mario sports superstars

Não existem falhas de controlos em nenhum destes desportos e as próprias animações apresentam-se fluidas. Tudo funciona de forma perfeita. Infelizmente, também não experiencie entusiasmo nenhum enquanto os jogava. Não tem mesmo muito que se lhe diga, faltam-lhe extras, muito charme e, portanto, nunca consegue entusiasmar.

11_imagens_mario sports superstars

No final, nem as sessões de treino em forma de mini-jogos me vão convencer a jogar mais do que aquilo que já joguei até agora. Infelizmente, este é um título que rapidamente cairá no esquecimento.

up
Veredicto
Apesar da fluidez na animação e jogabilidade, este é um jogo pobre em conteúdo. Falta-lhe a magia da Nintendo.
Plataforma
3DS
Produtora
Bandai Namco Studios / Camelot Software Planning
Autor: Luis Teixeira Pesquise todos os artigos por

Deixe aqui o seu comentário