Mario Tennis: Ultra Smash

Já sentíamos saudades de praticar desporto com o Mario!

18_banner_mario tennis ultra smash

É sempre com grande alegria que deito as mãos a um novo spin-off do nosso amigo Mario. Há muito que este famoso personagem, juntamente com seus amigos (e inimigos), nos ensinaram que não há nada que não sejam capazes de fazer. Como apreciador de ténis, mal podia esperar para ver que novidades é que Mario tinha trazido desde a última vez que pegou na raquete. A Nintendo sempre defendeu a máxima de “se não vais acrescentar nada de novo no jogo seguinte de uma série, então mais vale ficares quieto”, no entanto, parece que desta vez se esqueceram das suas próprias regras, o que acabou por me desiludir um bocado.

01_imagens_mario tennis ultra smash

Se existe uma verdade aqui é que este jogo é super divertido. Não há volta a dar. Enquanto o estamos a jogar, estamos a passar um óptimo tempo, tempo esse que, temo que me irei fartar rapidamente, pela pouca variedade de conteúdo que oferece.

03_imagens_mario tennis ultra smash

A única grande novidade é o modo Megabatalha. Visto que este foi o mais publicitado, por parte da Nintendo, interessa perceber o que é que ele faz realmente? De tempo em tempo, recebemos um Mega Cogumelo que nos transforma em versões gigantes de nós próprios. Isso vai influenciar a jogabilidade: deixamos de precisar de correr tanto de um lado para o outro, passamos a bater a bola com mais força e a própria raquete também se torna maior. Porém, também o nosso adversário recebe algum ganho com isso, pois torna-se mais fácil ele nos acertar com a bola no corpo, fazendo-nos perder pontos. Infelizmente, esse cogumelo é o único power up presente neste modo que, ainda para mais, é super desinteressante, levando-me a trocar rapidamente o Megabatalha pelo velhinho Ténis Clássico. A mesma luta, mas sem power ups… Perdão, power up, pois é só um. Não seria mais interessante incluir outros power ups do universo Mario? Escolha não falta, já que existem tantos… E até porque já se viu isso nos outros spin-offs

11_imagens_mario tennis ultra smash

É quase impossível lançarmos uma bola para fora de campo, algo que apenas acontece quando temos um azar descomunal. O que temos de tentar fazer é impedir que o adversário consiga chegar à bola, o que também não é fácil. Sendo assim, vamos assistir a imensas trocas de bola até alguém, finalmente, conseguir pontuar. Certo é que, quando o faz, a vitória parece ainda saber melhor. Admito que apreciei bastante esta característica, pois é o que distingue este jogo de outros tantos.

06_imagens_mario tennis ultra smash

O foco das partidas está nas várias combinações de lançamentos malucos que se podem fazer com a raquete e no tipo de terreno. Carregar no A seguido de B, B seguido de A, duas vezes o Y… Tudo isso nos vai possibilitar executar aqueles tipos de lançamentos que não vemos num jogo de ténis a sério. O que achei curioso foi ter-me deparado, também, com círculos coloridos no chão, exactamente nos pontos em que a bola ia bater. Acompanhados por estes encontrava-se a indicação de qual botão seria melhor carregar para bater na bola. Se, no início, me ajudou a entrar nas regras do jogo, após algum tempo passei a ignorar essas “ajudas” e a bater a bola à minha maneira.

13_imagens_mario tennis ultra smash

Já na parte dos terrenos, temos os habituais oficiais e outros específicos do universo Mario. Para dar alguns exemplos, existe o escorregadio Piso Gelo, o Piso Areia, onde o ressalto da bola é menor, o seu oposto, o Piso Cogumelo, o Campo de Ressalto, onde a bola ressalta sempre para o exterior… Enfim, não estejam à espera de normalidades aqui.

04_imagens_mario tennis ultra smash

Está na hora de falar no modo Desafio K.O. Este é o típico modo aventura. A finalidade é ganhar tie break atrás de tie break, até perdermos contra um adversário. Ao adversário número 15 temos um boss que, se o conseguirmos ultrapassar, nós dá a oportunidade de derrotar mais 15 adversários, mais difíceis e nos famosos terrenos mencionados em cima.

09_imagens_mario tennis ultra smash

Vejo sempre como bem-vinda a inclusão de um modo aventura, pois é nisso que perco muitas das vezes a maior parte do meu tempo. Recebemos também uma medalha, por cada vez que consigamos chegar ao fim com um novo personagem, no entanto essas medalhas/achievements também podem ser trocadas por moedas ganhas durante os jogos, o que acaba por perder um pouco do seu objectivo.

10_imagens_mario tennis ultra smash

Fartei-me rapidamente do modo Mega Troca de Bola. Aqui a bola vai ficando cada vez mais pequena, tornando-se cada vez mais difícil de lhe acertar. A finalidade não é fazer pontos, mas trocar a bola o maior número de vezes possível. Não há muito mais a dizer. Entretém durante a primeira ou segunda vez. Felizmente, temos também um modo Online! Este é, obviamente, o modo que vai aumentar a longevidade do jogo. É principalmente aqui que o amiibo se torna importante. Se quisermos jogar uma partida a pares, uma das opções é recorrer a um amiibo treinado por nós. A cada jogo, este torna-se cada vez mais experiente. Sendo este treinado por nós, oferece-nos aquela sensação “de pertença” e que os seus feitos são adquiridos graças a nós. Assim, sempre que este pontuar, é como se, em parte, estejamos a ser nós mesmos a pontuar. Não há cá aquele aspecto de “oh, foi o computador que resolveu isto tudo”.

07_imagens_mario tennis ultra smash

Por fim, queria referir o comando. Devido aos vários tipos de câmara disponíveis, existe a possibilidade de usar o ecrã do Gamepad, como ecrã de um dos jogadores. Sempre preferi o modo de todos estarem a olhar para a televisão, mas imaginemos que alguém quer colocar a câmara mais para perto das costas do personagem e o outro não? Esta é a solução! Já agora, esta perspetiva em Modo Dinâmico até é deveras interessante, porque nos coloca mesmo dentro do campo onde toda a acção se desenrola. Escusado será dizer que o nível de dificuldade é muito mais elevado quando jogado desta forma. Contudo, é uma experiência que nos faz sentir aquilo que os jogadores de ténis sentem ou vêem. Se ignorarmos tudo o resto presente neste jogo, obviamente…

12_imagens_mario tennis ultra smash

Não é normal a Nintendo lançar um jogo com tão pouco conteúdo. Repito: pelo menos o modo principal podia ter mais power ups. Dá-me a parecer que foi feito um pouco à pressa, porque ideias não faltam de certeza. Mas não esquecer que, como sempre, tudo aquilo que nos é oferecido funciona na perfeição. É um título muito divertido, capaz de juntar sorrisos em casa com os amigos. Graças a Deus, também existe modo online. Diverte, mas parece-me que não vai ser por muito tempo.

up
Veredicto
Super divertido, mas também com super falta de ideias.
Plataforma
Wii U
Produtora
Nintendo
Autor: Luis Teixeira Pesquise todos os artigos por

Deixe aqui o seu comentário