Mario VS. Donkey Kong: Tipping Stars

Estrelas cadentes!

marioVSdonkey_banner

O primeiro Mario vs Donkey Kong que joguei foi o original para o Game Boy Advance que é, sem dúvida, um excelente jogo que combina elementos de puzzle e plataformas num produto de excelência desafiante e divertido. Infelizmente, devo já avisar que para mim esse foi o ponto alto da série e, desde então, a cada título que passa se torna um pouco menos interessante. Na passagem para a Nintendo DS a evolução surgiu com os controlos tácteis tendendo mais para a vertente puzzle do que para as plataformas, algo que se tem mantido até os títulos actuais. A partir daí Mario deixou de ter o protagonismo dando lugar aos Minis, que são pequenos brinquedos de corda que não controlamos directamente. Faz lembrar um pouco o clássico Lemmings mas com um número mais reduzido de intervenientes. A jogabilidade básica assenta em criar pontes ou barreiras para direccionar os caminhos dos Minis visto que após lhes dar um primeiro toque se deslocam em linha recta até encontrar um obstáculo. Para isso basta usar o stylus para desenhar no ecrã do gamepad um segmento de recta entre os pontos possíveis. Outras mecânicas como pequenas molas para impulsionar os personagens vão surgindo com o tempo.

marioVSdonkey_1

Há uma questão nos jogos que utilizam primariamente o touch screen do gamepad da Wii U que não parece fácil de dar a volta mas é evidente. Se utilizamos o pequeno ecrã basicamente deixamos de olhar para o grande. Se isso pode ser bom em termos de poupança de energia (bem que podemos deixar a TV desligada) ou até bom para resolver disputas televisivas, em termos de aproveitamento da consola parece um pouco estranho. É o que acontece com este jogo, parece que é um tipo de experiência que fazia mais sentido numa consola portátil como a 3DS… mas espera! Também há para a 3DS e este é um dos primeiros títulos cross-buy da Nintendo? Estais perdoados! Bem, falando um pouco mais a sério, é excelente que a Nintendo finalmente experimente o cross-buy, algo que espero que aconteça com maior frequência, mas que simultaneamente, não deixo de sentir que este Mario VS. Donkey Kong deixa um pouco a desejar para a Wii U… mas já para a 3DS não me parece tão mau. Que dilema… que nota se dá num caso destes? E se o jogo é o mesmo estarei a ser parvo em pensar numa nota para uma consola e outra diferente para outra? Na minha opinião acho que isso realmente interfere e há jogos mais apropriados a cada caso. Apesar das potencialidades da Wii U como um dispositivo portátil, acaba por ser um dispositivo que não sai de casa, ao contrário da 3DS. A meu ver, essa diferença torna mais permissivo um jogo ser mais simples num sistema on the go como uma consola portátil, smartphone ou tablet. Por outro lado, numa consola doméstica pode deixar a sensação de ser subaproveitada e este parece-me ser o perfeito exemplo disso.

marioVSdonkey_2

O jogo não é especialmente longo ou difícil mas existe um editor de níveis bastante robusto que se pretende que seja o chamariz deste novo Mario Vs Donkey Kong: Tipping Stars. Por um lado, o editor é bom pois permite um controlo quase total, o que é bastante interessante. Por outro, pode ser um pouco assustador pois apresenta demasiadas variáveis logo à partida, o que poderá fazer com que os aspirantes a level designers se sintam um pouco perdidos. A ideia principal por trás deste jogo assenta na ideia de partilha e classificação dos níveis criados pelos utilizadores, dando-lhes estrelas como recompensa de um trabalho bem feito, mas talvez isso seja demasiado utópico para funcionar como deve ser. Assim, é provável que possam perder tempo a criar um nível bem balanceado e no fim ninguém dar conta que ele existe. Não sei se será essa a abordagem que a Nintendo seguirá no Mario Maker que se avizinha mas, na minha opinião, uma estratégia como a do recente King of Thieves em que fazer um bom design de níveis é essencial para a protecção dos tesouros que adquirimos no jogo, parece ser uma solução mais motivante.

marioVSdonkey_7

No fim de contas Mario VS. Donkey Kong: Tipping Stars acaba por sofrer um pouco do been there done that… não é um mau jogo mas se queria chegar a ser uma estrela então falta-lhe algum brilho.

up
Veredicto
Um jogo bom para a 3DS mas apenas assim-assim para a Wii U.
Plataforma
3DS/WiiU
Produtora
Nintendo
Autor: Joao Sousa Pesquise todos os artigos por

Deixe aqui o seu comentário