Ratchet & Clank

O melhor título desta série?

banner

Se há algo que esta geração de consolas tem feito de uma forma sistemática, é remaster editions de jogos previamente lançados. O que acontece com Ratchet & Clank é tudo menos isso. E mesmo considerá-lo um remake é, para mim, algo difícil, tendo em conta os diversificados conteúdos novos que tem para oferecer. O “jogo que é baseado no filme que é baseado no jogo” é absolutamente fantástico e vai deixar qualquer jogador satisfeito. Originalmente lançado em 2002, para a PS2, foi um grande sucesso, bem como os seus sucessores.

img1

Com a chegada da PS3, a série abrandou em termos qualitativos, principalmente com a reduzida inovação e as histórias algo fracas, apesar de continuarem a ser óptimos jogos. Esta primeira aposta na PS4, foi como que um renascer de uma das minhas séries favoritas e um culminar de várias ideias e conceitos, que surgiram ao longo dos anos. Passemos, assim, ao que verdadeiramente interessa.

img2

A história de Ratchet e do seu amigo robot, Clank, é-nos contada pelo icónico Captain Qwark, um personagem estilo Hércules do Dragon Ball. Ratchet trabalha numa garagem e sonha poder fazer parte dos Galactic Rangers, um grupo de heróis interplanetários liderados por, nada mais, nada menos, o narrador Captain Qwark. Acaba por se encontrar com Clank, um robot “defeituoso” que fugiu da fábrica, com quem vai percorrer a galáxia e uma série de planetas, encontrando armas, eliminando inimigos e bosses e descobrindo bolts e cartas. Tudo aquilo a que um jogo de acção e plataformas tem direito!

img3

Os criadores do jogo tiveram em conta os avanços que a série teve ao longo dos anos e adicionaram muitos elementos que não constavam no título de 2002. Existem armas novas, com a possibilidade de serem melhoradas utilizando uma pedra preciosa, chamada raritanium, novos planetas, secções em que controlamos o pequeno robot e ainda uma série de cartas, um novo item coleccionável. Ou seja, temos pela frente um jogo praticamente novo e que reúne tudo o que a série tem de melhor para oferecer. É o equivalente a um álbum de “greatest hits”, com versões melhoradas, e que ainda tem uma ou duas faixas novas. O humor da série continua bem presente, com personagens ridículos e espalhafatosos, vozes patéticas e divertidas, além de Captain Qwark, o herói mais idiota de sempre.

img4

À medida que vão avançando no jogo, vão tendo acesso a novas armas, umas bem explosivas e devastadoras, outras bem ridículas, mas extremamente úteis, como o Pixeliser, que transforma tudo o que mexe em seres pixelizados, criando um efeito retro.

img5

O jogo é muito acessível, no sentido em que é de fácil adaptação, no qual, passados uns 15 minutos, já se sentem em casa. Ficam com uma sensação de grande bem-estar ao explorar as dezenas de planetas que existem a varrer ondas de inimigos. Visualmente, é do melhor que já vi nesta consola. Os planetas têm um detalhe gigante e muitos deles são bem grandes. As sequências de vídeo mostram em pleno o potencial desta consola e não ficam atrás de nenhum jogo desta geração.

img6

Ratchet & Clank está, sem margem de dúvida, no meu top 5 de jogos desta geração. Não sei se por ser um grande fã da série, ou por este ser um ressuscitar de algo que me acompanhou durante anos, mas é, possivelmente, o melhor de toda a série. Tanto os novos jogadores com os mais veteranos vão encontrar aqui horas e horas do melhor que um jogo de acção e plataformas tem para oferecer. Não pensem duas vezes e agarrem-se a este excelente e divertido título.

up
Veredicto
Um dos melhores jogos desta geração e, possilvemente, o melhor título da série.
Plataforma
PS4
Produtora
Insomniac Games
Autor: Goncalo Cardoso Pesquise todos os artigos por

Deixe aqui o seu comentário