The Bridge

Alguma vez pensaram encarnar a caricatura do vosso professor de física e vaguear por cenários inspirados na arte de M. C. Escher? Eu também não! Com calma e tranquilidade, numa paisagem bela mas cinzenta, pus o mundo de pernas para o ar e escapei de labirintos impossíveis. Quem diria que a vida dum académico fosse tão interessante?

thebridge1

Passei por arquitectura improvável, universos paralelos e violações das leis da física num jogo com uma jogabilidade que mostra clara inspiração em Braid e And Yet It Moves. É uma boa escolha para quem gosta de puzzles e plataformas com estilos gráficos pouco comuns, tendo alcançado diversos prémios em festivais indie.

thebridge4

Nesta versão Wii U, destaca-se a possibilidade de interagir com o mundo através da rotação do gamepad, ainda que devido à cadência lenta do jogo, exija alguma habituação.

thebridge6

No fim de contas, The Bridge é bastante lento, tanto em ritmo como em jogabilidade, mas vejo-o um pouco como uma ida a um museu: não demasiado excitante mas certamente interessante!

up
Veredicto
Um título pausado, mas não menos interessante por isso!
Plataforma
Wii U
Produtora
The Quantum Astropysicists Guild
Autor: Joao Sousa Pesquise todos os artigos por

Deixe aqui o seu comentário