Thomas Was Alone

8
Longevidade: 6/10
Jogabilidade: 8/10
Gráficos: 7/10
Som: 9/10

A narração | Várias personagens e habilidades

Pouca duração

Conseguir desenvolver e aprofundar personagens ao ponto do jogador se identificar, ou criar laços, com as mesmas é algo difícil de fazer e até raro. O que muitos jogos têm dificuldade em conceber, Thomas Was Alone esmera-se ao obtê-lo com meras formas geométricas.

twa_2

Este jogo segue a viagem de Thomas, uma IA com forma rectangular que se torna consciente, ao longo de um sistema informático. Durante esta, ele encontra outras IA do mesmo género que se vão juntando ao grupo, todas elas com habilidades que lhes são únicas. Enquanto o quadrado maior consegue flutuar na água, o rectângulo horizontal serve de trampolim para os outros ou ainda um outro que consegue fazer um duplo salto. Estas habilidades são necessárias para resolver os puzzles que lhes bloqueiam o caminho. O objectivo é chegar ao ponto final do nível de cada um, sendo sempre posto em evidência a colaboração entre eles para o conseguirem.

twa_6

O seu charme passa pela personificação destas formas. O jogo atribui-lhes personalidades e sentimentos de cariz dramático, ao ponto de facilmente fazer esquecer que não se tratam de personagens humanas. Vaidade, solidão, falta de auto-estima ou até medo de ser-se usado. Todas as personagens acabam por ter a sua própria maneira de ser que se adequa às suas habilidades e, acima de tudo, se adapta ao longo da história.

twa_8

Narrativa à parte, Thomas Was Alone aposta na simplicidade, tanto a nível estético como até na própria dificuldade. Como referido, as personagens não passam de figuras geométricas e o ambiente no qual avançam também não tem muito mais pormenor, sendo maioritariamente composto por cores sólidas. Contudo, a simplicidade aqui não tem de significar, obrigatoriamente, algo mau. A variedade de puzzles pelo jogo também é bem-vinda para colmatar a curta duração da jornada. Sem serem demasiado exigentes para com o jogador, é refrescante a necessidade de se ter que usar as várias personagens, em simultâneo, para prosseguir. Tal evita a sensação de repetição apesar de certas semelhanças neles.

twa_9

O som e, principalmente, a narração são um deleite para os ouvidos. De facto, a narrativa é contada, sempre, através de um narrador. Sem nunca se tornar fastidioso e apontando sempre um pouco de humor à mistura, este vai interpretando os diferentes estados de espírito das figuras geométricas. Estes elementos dão outro envolvimento ao jogo que o mesmo acusaria a falta caso não estivessem presentes.

twa_4

Thomas Was Alone é, sobretudo, sobre uma viagem à descoberta do “eu” e/ou dos valores de cada um. Várias personagens encontram-se, coexistem e separam-se no meio de um mundo que nenhuma delas entende muito bem. É uma história que humaniza e aprofunda as relações entre os protagonistas, feitos simplesmente por quadrados e rectângulos, sem nunca deixar a sensação de lhe faltar algo mais.

Autor: Rafael Tabosa Pesquise todos os artigos por

Deixe aqui o seu comentário